Livre-se das Varizes

Tenha umas pernas bonitas sem sofrimento! Tratamento de varizes sem incisões, nem cicatrizes na pele.

o perfil

Dr. Paz Dias

Cirurgião Vascular com mais de 15 anos de experiência em Angiologia e Cirurgia Vascular. O Dr. Paz Dias desempenha funções de Assistente Hospitalar Graduado de Cirurgia Vascular no Hospital de São João (Porto) e é médico especialista em outras Unidades Hospitalares, prestando consultas em 3 conselhos diferentes: Gaia - Hospital da Luz Arrábida, Vila Real - Hospital da Luz Vila Real e Mirandela - Hospital Terra Quente.

Varizes e Derrames

Um terço da população portuguesa em geral sofre de doença venosa crónica. Quase metade da população portuguesa sofre regularmente de dor, cansaço ou desconforto nos tornozelos e/ou
pernas, mas opta por não fazer nada.
A prevenção e tratamento precoce destas patologias são passos cruciais para evitar problemas maiores e manter-se saudável. Saiba o que pode fazer para evitar o aparecimento de derrames e varizes e quais os tratamentos disponíveis para livrar-se delas.

Viva a vida a circular!

Saiba Mais +

Trombose Venosa

A trombose venosa profunda (TVP) é a formação de um coágulo sanguíneo no interior das veias profundas, geralmente na parte inferior do corpo (pernas), podendo bloquear o retorno venoso. Dependendo do tamanho ou localização do trombo a TVP pode provocar inchaço, dor e sensação de calor. Saiba o que pode fazer para evitar o seu aparecimento e quais os tratamentos disponíveis.

Viva a vida a circular!

Saiba Mais +

Úlcera Varicosa

As Úlceras Varicosas ou Venosas são feridas abertas e fundas, de cicatrização difícil, localizadas sobretudo nos tornozelos ou no terço inferior das pernas e pés. Por ficarem abertas, as feridas acabam por funcionar como porta de entrada para infeções. Saiba quais as causas, como prevenir e quais os tratamentos disponíveis.

Viva a vida a circular!

Saiba Mais +

Lipedema

O lipedema é uma disfunção hereditária crónica da distribuição de gordura nas coxas, nas pernas e nas ancas. Ao contrário da gordura normal, a gordura obtida devido ao lipedema não é perdida através de exercício físico e dieta. Saiba quais as causas, como prevenir e quais os tratamentos disponíveis para tratar esta patologia.

Viva a vida a circular!

Saiba Mais +

Outras Patologias

As Doenças Cardiovasculares são a principal causa de morte no mundo ocidental. A aterosclerose da parede das artérias, provoca doenças graves como o Aneurisma da Aorta Abdominal, o Acidente Vascular Cerebral e a Doença Arterial Periférica. Saiba quais as causas, como prevenir e quais os tratamentos disponíveis para tratar cada uma destas patologias.

Viva a vida a circular!

Saiba Mais +

o blog

As notícias

Dicas e Conselhos

 

Aparecimento de Varizes: Mito ou Verdade

por Dr Paz Dias, a 22 Jul

Dicas e Conselhos

 

Aparecimento de Varizes: Mito ou Verdade

Dr Paz Dias, Paz Dias, Cirurgia Vascular, Trombose Venosa Profunda, Definição

Este artigo serve para esclarecer algumas dúvidas e oferecer dicas para a prevenção de varizes, porém, não descarta, em nenhuma hipótese, uma consulta de avaliação com um médico especialista em Cirurgia Vascular, a fim de evitar futuras complicações.

Os saltos altos provocam varizes?

Mito. O desenvolvimento de varizes não está diretamente relacionado com o uso de saltos altos, aliás, o risco de varizes é maior em pessoas que utilizam sapatos rasos. Contudo, o uso prolongado de saltos altos poderá dificultar a circulação sanguínea nas pernas, facilitando o seu desenvolvimento. Opte por um sapato de salto, mas pequeno.

O exercício físico causa varizes?

Mito. Uma das principais causas do desenvolvimento de varizes é o sedentarismo, portanto, o exercício físico regular é importante na sua prevenção, já que estimula a circulação sanguínea e evita o aparecimento de veias doentes. Porém, se já possui varizes, antes de iniciar qualquer atividade física, marque uma consulta de aconselhamento com um especialista.

Existem cremes que eliminam as varizes?

Mito. Os cremes não atuam sob as varizes e os medicamentos só tem ação sobre os sintomas da doença. Para desaparecerem, as varizes devem ser tratadas com os procedimentos corretos e específicos para cada caso.

A depilação a cera causa varizes?

Mito. Não há nenhum dado científico que comprove a relação da depilação a cera com o aparecimento de varizes. As varizes podem aparecer por predisposição genética, sedentarismo ou hábitos menos saudáveis.

Cruzar as pernas causa varizes?

Mito. O ato de cruzar as pernas por si só não está relacionado com o aparecimento de varizes, contudo se permanecer durante muito tempo a mesma posição (sentado ou em pé), ao cruzar as pernas estará a obstruir o fluxo sanguíneo das pernas. Evite ficar na mesma posição durante longos períodos de tempo.

As varizes são um problema genético?

Verdade. Se elementos da sua família já tiveram varizes, as hipóteses de também as ter são maiores.

As meias elásticas ajudam na circulação?

Verdade. As meias elásticas ou de descanso podem aliviar as dores e facilitar a circulação do sangue nos membros inferiores, se adequadas à sua situação. O ideal é que a meia seja indicada pelo médico. Antes de comprar uma meia elástica, marque uma consulta de aconselhamento com um especialista.

A alimentação influencia na formação de varizes?

Verdade. Uma alimentação equilibrada ajuda na manutenção do peso adequado, e por sua vez, diminui o risco de desenvolvimento de veias doentes nas pernas. Pessoas com excesso de peso colocam “carga extra” nas veias das pernas.

As mulheres têm mais chance de desenvolver varizes do que os homens?

Verdade. Fatores hormonais podem interferir na dilatação das veias, deixando-as mais “largas” e com menos capacidade de bombear o sangue. Cerca de 30% da população mundial têm varizes, de acordo com dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), sendo 70% mulheres e 30% homens.

A gravidez provoca varizes?

Verdade. Durante a gestação, diversos fatores contribuem para o surgimento de varizes: as alterações hormonais e o aumento de peso são alguns deles. Além disso, com o desenvolvimento do bebé, o útero fica maior e pode pressionar veias importantes das pernas, aumentando as hipóteses de dilatação das mesmas. A circulação sanguínea só costuma melhorar 6 meses após o parto.

As varizes podem levar à trombose?

Verdade. Em alguns casos, quando não tratadas de forma correta, as varizes podem progredir e desenvolver graves complicações futurasSe a circulação do sangue ficar muito prejudicada por conta das varizes, existe o risco de formação de coágulos que levam à Trombose Venosa Profunda (TVP).

O uso de pílulas anticoncepcionais causa varizes?

Verdade. Porque provoca alteração hormonal, que é uma das causas das veias doentes (telangiectasias). Os altos níveis de estrogénio das pílulas anticoncepcionais aumentam o risco de desenvolvimento de varizes, pois alteram o funcionamento das válvulas do interior das veias. Se já possui varizes ou já realizou algum tratamento para remoção das mesmas, converse com seu médico sobre outras métodos anticoncepcionais.

por Dr Paz Dias, a 22 Jul

SHARE

Dicas e Conselhos

 

A gravidez e as varizes

por Dr Paz Dias, a 11 Jul

Dicas e Conselhos

 

A gravidez e as varizes

Para a maioria das mulheres, estar grávida é parte da realização de um sonho – ter um filho. Contudo, um conjunto de fatores contribui para aumentar o risco do desenvolvimento de varizes durante a gestação. A redução do refluxo sanguíneo nas veias na sequência do aumento de peso (sobretudo na zona abdominal) e da consequente sobrecarga exercida sobre as pernas, juntamente com o relaxamento das paredes dos vasos sanguíneos provocado pelas hormonas da gravidez (estrogénio e progesterona), propiciam o aparecimento de varizes ou agravam as previamente existentes, não apenas nas pernas, mas também na vulva e na zona retal, onde as hemorróides podem ser frequentes.

Apesar de existir uma regressão das varizes logo após o nascimento do bebé, mais significativa sobretudo na 1ª gravidez, a mulher deve preocupar-se em minimizar ao máximo a pressão nas pernas durante a gravidez. Até por que, por norma, as varizes acentuam-se de gravidez para gravidez. No entanto, pelas condições específicas inerentes a esta fase da vida da mulher, durante a gravidez, o melhor tratamento é a prevenção.

Eis algumas dicas:

  • Evite manter as pernas muito tempo na mesma posição (se trabalha sentada, movimente-se com frequência, de modo a melhorar a circulação sanguínea; se trabalha mais tempo de pé, use meias elásticas ou de descanso, que deverão ser calçadas logo de manhã, antes de se levantar da cama, quando a circulação sanguínea está mais normalizada);
  • Eleve as pernas, sempre que possível, e evite cruzá-las quando está sentada;
  • Use uma cinta para a ajudar a suportar o peso do abdómen;
  • Use sapatos confortáveis, sem saltos muito altos ou rasos, e evite usar roupa apertada;
  • Deite-se para o lado esquerdo (uma vez que a veia cava inferior está localizada no lado direito do corpo, deitar-se sobre o lado esquerdo ajuda a diminuir a pressão sobre a mesma, melhorando a circulação sanguínea);
  • Após o duche, passe água fria nas pernas com o chuveiro e faça massagens localizadas;
  • Faça exercício físico diário, dando preferência sobretudo a atividades de pouco impacto (como caminhadas ou hidroginástica);
  • Faça uma alimentação saudável e variada, dando preferência a legumes e frutas com potencialidades regeneradoras e que atuem como drenantes;
  • Mantenha a pele hidratada e beba muita água por dia;
  • Evite a exposição solar prolongada.

Se após o parto as varizes não diminuírem visivelmente, marque uma consulta com um especialista para selecionar o melhor tratamento para o seu caso e impedir o seu agravamento. Quanto mais atempado o tratamento, mais simples e eficaz será.

por Dr Paz Dias, a 11 Jul

SHARE

Vídeos

 

Dr. Paz Dias no programa "Você na TV" da TVI

por Dr Paz Dias, a 14 Jun

Vídeos

 

Dr. Paz Dias no programa "Você na TV" da TVI

Veja a entrevista do Dr. Paz Dias ao programa Você na TV no site da TVI e descubra como manter umas pernas bonitas.

Previna o aparecimento de varizes e derrames. Viva a vida a circular.

por Dr Paz Dias, a 14 Jun

SHARE